© 2018 by João Alberto Gonçalves Salvador. 

Um pouco mais sobre transtornos de ansiedade.

 Conforme mencionado no post “Medo x ansiedade (www.recantonuminoso.com/posts/medo-ansiedade), vou apresentar alguns dos transtornos de ansiedade, tendo como base o Manual diagnóstico e estatístico  de transtornos mentais, 5ª edição - DSM V:

Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG): tem como características preocupação excessiva e desproporcional em relação aos problemas apresentados nas diversas esferas da vida (familiar, profissional, religiosa, etc). Percebe-se diversos sintomas físicos e psíquicos, tais como dores e tensão musculares, sudorese, frequência cardíaca acelerada, secura na boca, problemas gastro-intestinais, dificuldades de concentração, inquietação, insônia, fala acelerada.

Síndrome do Pânico: tem como características ataque ou crises de pânico, no qual o indivíduo entra, repentinamente e de maneira autônoma, num estado de ansiedade extrema. Este estado tem curta duração e perceptíveis pelos seguintes sintomas: palpitações, coração acelerado, taquicardia,  sudorese, tremores ou abalos, sensações de falta de ar ou sufocamento, sensações de asfixia, dor ou desconforto torácico, náusea ou desconforto abdominal, sensação de tontura, instabilidade, vertigem ou desmaio, calafrios ou ondas de calor, parestesias (anestesia ou sensações de formigamento), desrealização (sensações de irrealidade) ou despersonalização (sensação de estar distanciado de si mesmo), medo de perder o controle ou “enlouquecer”, medo de morrer.

Transtorno de Ansiedade Social (Fobia Social): desconforto extremo num contexto social, preocupação extrema com o julgamento alheio, atitude de esquiva em circunstâncias normais do dia a dia.

Agorafobia:  medo ou ansiedade intenso provocado pela exposição real ou prevista a situações, como por exemplo uso de transporte público, automóveis, ônibus, trens, navios ou aviões; permanência em espaços abertos, como estacionamento, mercados ou pontes; locais fechados; filas, multidão; ou sair de casa sozinho.

Fobia Específica: Medo ou ansiedade exacerbados em relação à objetos ou situações por exemplo, voar, altura, animais, tomar uma injeção, ver sangue). O objeto ou situação fóbica quase invariavelmente provoca uma resposta imediata de medo ou ansiedade. Assim, o individuo não poupa esforços para evitar tal objeto ou situação, ou mesmo suportar com muita ansiedade ou sofrimento. 

 

Vale lembrar que o diagnóstico é baseado nos diversos sintomas e características apresentados e, devido a possibilidade de identificação com os mesmos, deve-se levar em conta a frequência que ocorrem, a intensidade, duração e o grau de interferência na vida do indivíduo. O ideal é procurar procurar ajuda especializada para o fechamento de um diagnóstico.

Um abraço a todos!

Share on Facebook
Please reload

Recent Posts

29 Jun 2018

Please reload

Please reload

Arquivo do Blog